EBANC ministra curso para certificação de auditores da DSC 10.000

Evento confirma a relevância das auditorias externas para o assunto Compliance no Brasil


Visando qualificar e certificar profissionais para auditorias em Sistemas de Compliance, conforme a DSC 10.000, a EBANC – Empresa Brasileira Acreditadora de Norma de Compliance - realizou um treinamento de três dias ministrado pelo especialista no tema e sócio da Compliance Total, Wagner Giovanini. O evento, no final de outubro, em São Paulo, contou com a participação de mais de 30 profissionais de importantes certificadoras do país - Lloyd's, MSC, KPMG, Corporate Compliance, MSC, Conceitos, Q-Max e Xquality.

Wagner Giovanini comemora os avanços no Brasil: “o nosso país experimenta um progresso, sem precedentes, nas questões da ética e integridade, tendo no ambiente corporativo o propulsor desse movimento. No âmbito legal, a Lei da Empresa Limpa (12.846/13) incentiva as organizações a implementarem Mecanismos de Integridade efetivo, como forma de converter seus princípios éticos em ações concretas na prática, para prevenir, detectar e/ou corrigir desvios de conduta, tanto de seus funcionários quanto seus parceiros comerciais e fornecedores”.

Sobre a importância desse evento, Wagner ressalta: “as empresas precisam demonstrar que são éticas e íntegras e o processo de certificação é a maneira mais efetiva. Assim, as auditorias externas agregam inestimável valor, pois, asseguram: independência na verificação, por meio dos organismos de certificação; padronização na avaliação, através da DSC 10.000, norma que abrange integralmente os requisitos da lei brasileira; qualidade e profissionalismo, por contar com profissionais treinados e experientes; credibilidade, visto que os auditores visitam periodicamente as empresas auditadas, fomentando a manutenção efetiva dos seus sistemas, afastando os riscos de eventuais autodeclarações enganosas; entre outros benefícios”.

Para Adilson Farias, executivo da Lloyd’s, as certificadoras já enxergam a implementação de sistemas de Compliance e mecanismos de integridade nas empresas brasileiras como um caminho sem volta. “Por conta de todos esses escândalos de corrupção que vieram à tona, as companhias precisam demonstrar na prática que são éticas. A própria Lei Anticorrupção brasileira estabelece a implementação de mecanismos dessa natureza como principal solução. Assim, precisamos nos preparar”, afirmou o executivo.

Os participantes reforçaram também a importância da certificação em compliance. Ricardo Braga, executivo da Corporate Compliance, trouxe como fator predominante a redução de riscos da empresa e, consequentemente, de custos não planejados. “Também se trata de uma inquestionável vantagem competitiva para a empresa que se mostra íntegra para o mercado”, apontou. Já Ubiratan Moraes, da Conceitos, afirmou que a certificação é importante para atestar a efetividade do mecanismo de integridade, em todos os seus processos.

Levando em consideração este cenário, “preparação” é a palavra de ordem para as certificadoras do país. “A primeira coisa a ser feita é identificar o mercado que, no Brasil, é composto principalmente por empresas de pequeno e médio porte. Depois é se preparar, qualificar os profissionais que farão a auditoria de certificação e irão conscientizar o mercado sobre a importância da integridade e da ética dentro das empresas”, afirmou Fernanda Flores, da KPMG.

Ricardo Braga corrobora com a opinião da Fernanda e complementa “Compliance não é somente atender à legislação, é mais do que isso, é estar em conformidade com normas, procedimentos, leis e regulamentos internos da empresa. Além disso, agregamos a ética como foco principal. Desse modo, queremos capacitar nossos melhores profissionais, para fortalecer temas como governança, Compliance e Mecanismos de Integridade, disseminando entre empresas de todos os portes a necessidade de estar em conformidade com todos esses requisitos”, afirmou.

Sobre a EBANC: A EBANC, empresa criada exclusivamente para viabilizar o registro e a publicação da DSC 10.000 - Diretrizes para o Sistema de Compliance (download gratuito em www.ebanc.com.br), funciona como acreditadora dos organismos certificadores e seus auditores credenciados. É assessorada por um departamento jurídico preparado para tratar de assuntos específicos relativos aos processos de certificação, acreditação, registros, patentes, entre outros. Um Comitê Técnico, formado por profissionais voluntários de reconhecida capacitação técnica no assunto Compliance, cuida do conteúdo e suas atualizações. Conta também com profissionais para apoio em atividades operacionais, como treinamento, atendimento ao público, manutenção do site, etc.


CONTATO